Fragilidades…

               Quando abrimos um exame chato, que nos deixou dias com dor, mas tudo indicava que era apenas parte de uma rotina e de repente: “compatível com carcinoma ductal”. Isso assustou bastante.

              Não acho que laboratórios tenham o direito de não oferecer certeza. Numa prova de vestibular, numa redãção para algum concurso, sempre tem que haver certeza em nossas palavras, mesmo que na verdade nada seja certo na vida. Tudo é passível de dúvida.

              Contudo, com nosso corpo, algo que implique angústias, cortes maiores, injeções, dores, nada disso deveria ser permitido, a dúvida nunca deveria ser permitida. Nada de palavras que impliquem em lidar com a fragilidade de nosso corpo.

              Talvez elas façam sentido e estejam certas… “Por isso andava tão cansada, com a sensação de que havia terminado uma travessia em águas abertas (fiz isso uma época da minha vida)?” …”Talvez estejam erradas e sofro sem motivo, serei cortada sem motivo, tudo por palavras erradas.” É certo errar as palavras neste caso?

             Só sei que sou mais do que uma mama. Sou alguém por trás dela que chora, tem medo, uma filha, alunos, uma mãe já com câncer e que não queria que sofresse mais fadiga, um pai com coração frágil e preocupado lá longe… Alguém que sente dor e incômodos em exames pré operatórios, algo “simples e rápido ” aos olhos da médica.

             Dentro da poesia podemos inventar palavras, na filosofia brincar com as dúvidas, na sociologia entender e medir  o peso das palavras, porém, na medicina laboratorial elas devem ser certas, exatas, principalmente quando a dúvida implica em procedimentos doloridos e angústias de uma vida que se relaciona com outras.

               

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “Fragilidades…

  1. yuridc

    A naturalidade muitas vezes gera indiferença. É por isso que às vezes aceito o comportamento de alguns médicos. Eles precisam, a todo momento, testar sua humanidade.

    Enfim, fique bem, e continue lutando. A vida é assim.

  2. Marcelo Russo

    Vez por outra acho que a vida é assim…
    Vez por outro, detesto Epitáfio (“aceitar a vida como ela é”). Talvez tenhamos que aceitar os desafios de nossa saúde e seus enfrentamentos. Esses, ou assumimos a postura Bob Marley (não faça nada, vou caminhando assim mesmo) ou José Alencar (idas e vindas ao Hospital, mas ele é vice-presidente… é menos difícil enfrentar um cancer assim)…
    MAs não precisamos aceitar a frieza de quem cuida de pessoas… Isso sim, precisamos enfrentar. E Camila, mais uma vez (como sempre) faz sem perder a Ternura…
    Vida Longa, Camila “Guevara”…
    Vida Longa!

  3. Iracema

    Muitas vezes sentimos que o mundo está caindo na nossa cabeça…mais Deus com sua misericórdia nos fortalece, e qdo. nos achamos fragéis, como em um passe de mágica nos sentimos fortes, preparados para qualquer batalha.Sei que já passou por momentos difíceis e que saiu vencedora e com uma grande bagagem de conhecimentos, desta vez não será diferente. Não desanime amiga, tenha fé.Tudo vai dar certo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s