Notas sobre política.

Pensando novamente hoje sobre senso comum e senso crítico…
Vi uns alunos compartilhando uma imagem de Bolsonaro queimando o PT, ele é o herói de muitos deles, infelizmente. Lembro-me também das descrições das mídias – TV aberta – distorcendo informações e produzindo ódios contra o PT desde a primeira vez que Lula foi presidente, ate agora.
Hoje, vivemos num momento que beira o fascismo, bem por isso: produziram que o PT é ‘o” mal, todas as emoções de ódios se voltam contra ele. Discutir com as pessoas que odeiam o PT não é racional, elas estão induzidas dentro do ódio. Na visão delas retirando o PT todas as soluções aos problemas do Brasil viriam. As mídias produziram isso, maquiavelicamente, e, o herói, independente delas, escolhido pela maioria, foi o nazista do Bolsonaro. Os discursos nazistas casam muito bem com ódios, não?
Ontem tentei discutir no campo da razão e análise com uma ex aluna. Ela compartilhou uma piada contra o bolsa família, comentei que um aluno me disse que só não morreu de fome graças ao bolsa família. Logo ela disse algo como: ‘Vocês petistas só falam deste bolsa família, que nem foram vocês que inventaram”. O tom inicial já era de ódio. Mas continuei falando que não adianta inventar um projeto se não colocá-lo em prática e que o PT pode não ser perfeito, mas com o bolsa família – e outros programas associados – retirou milhões da miséria. Só que ela não ouvia, dados, fatos, análises. Ficava postando falas produzidas de ódio ao PT, sobre como ele é corrupto, etc e não parava para ouvir, analisar.
Desisti, as emoções de ódio são mais fortes e não há razão, leitura, análise econômica que perdure, aliás, não há diálogo.
Quando sabem que somos petistas só há agressão.
Tentei ter paciência porque sei que as mídias nunca mostraram nada de bom que estava ocorrendo no governo: projetos, programas, desde cisternas no nordeste até professores de inglês passando férias para treinar a língua fora, e, voltar para ensinar aos colegas… Mas ninguém conseguia saber, precisaria assistir o NBR para saber e ninguém assistia.
Triste isso que as mídias fizeram: acabaram exacerbando emoção de ódio, jogando pelo ralo a semente da democracia, que é o diálogo.
Pois, onde há ódio, não há conversa saudável.
Deixo este depoimento aqui, pois estamos agora nestes tempos em que as emoções de ódio nunca foram tão fortes, não há como combatê-las com a razão.
Debater por aqui é impossível, só acho.
Quando alguém tiver oportunidade, olhos nos olhos, paciência, talvez seja possível desfazer o ódio.
Vamos torcer, como tenho dito: que – lentamente – o amor vença o ódio produzido nestes anos pelas elites e seus meios de comunicação.
 
Camila Tenório Cunha, 22/04/2016.
Dilma recebendo carinho 4

…………………………………………………………………………………………….

Gostei deste último texto e compartilho aqui:

http://www.blogdacidadania.com.br/2016/03/protestos-de-ricos-contra-petistas-deixam-pobres-desconfiados/

Compartilho por aqui alguns blogs que disseram hoje o que queria dizer:

http://www.blogdacidadania.com.br/2015/06/mpf-engaveta-prova-contra-aecio-enquanto-busca-incriminar-lula/

Operação da PF contra Lula é golpe midiático judicial

Começou a campanha do contra as Olimpíadas, ou seja, um governo de esquerda. 

Sério, estou um pouco preocupada, vendo pessoas inteligentes que já estão entrando na onda da campanha contra as Olimpíadas usando o mosquito que transmite a Zica (absurdo, até porque será elas serão depois do inverno).
Boicotaram ao máximo a Copa e mesmo assim o brasil foi elogiado lá fora, agora estamos sendo instrumentos novamente para boicote das Olimpíadas.
Outros governos e outros tempos nem investiram em esportes de base, escolinhas, como o atual e nem investiram em esportes e atletas para olímpicos como este.
Sou muito a favor do esporte também como lazer, cooperação, não apenas este competitivo, de elite. Contudo, sempre incentivei meus alunos que fora da aula de EF participavam de competições, sempre vi ali uma chance social para muitos. E, aliás, realmente foi isso para muitos que lecionei. Competir foi a chance de viajar, conhecer novos lugares, pessoas…
Quando o educador – meio machista e com uma série de defeitos – Pierre de Coubertin – pensou nela, foi porque tinha presenciado em criança a guerra Franco Prussiana. Sonhava que através das Olimpíadas poderia haver paz e confraternização entre os povos.
Tudo bem que ele queria algo amador e acho que hoje em dia a Gymnaestrada se aproxima mais deste ideal.
Todavia, se fosse um governo de direita, que não investisse em política pública para a maioria, com certeza haveria apoio e lembrariam que as Olimpíadas acontecerão no final de inverno, não agora no verão. Lembrariam que não haverá risco de Zica…
O Zica está acontecendo agora, no verão, agora estamos na campanha para combatê-lo!
Pelo amor de Deus, ver pessoas inteligentes fazendo piada que o mascote das Olimpíadas deveria se chamar Zica-sei-lá-o-quê é de machucar a vista!!
Depois do Zica devem vir outras coisas para desfazer das Olimpíadas… Como disse, gosto mais da Gymnaestrada, porém sou contra companhas contra as Olimpíadas no Brasil porque elas significam boicotar um projeto de governo que investe no que eu acredito. Se elas fossem acontecer onde judas-perdeu-as-botas e lá tivesse milhares de doenças  ninguém falaria nada porque não seria em meio a um governo de esquerda.

Camila Tenório Cunha

12/02/2016

P.S.:
Falando agora não apenas como cidadã, mas como professora de Educação Física, que acompanhou um Brasil sem investimento em esportes de base e vê agora um Brasil em que jovens podem estudar, competir e ganhar o bolsa atleta.

 Comunismos, ismos diversos e confusões: 

Nas manifestações contra o governo dia 16/08 vimos cartazes contra o comunismo. Imaginários coletivos, construídos na guerra fria, associam governos democráticos e populares, com o governo stalinista.

Todavia, o governo de Stalin era autoritário, antidemocrático, e, portanto, estava bem longe do que se denominava, ou seja, longe de ser comunista, embora o Estado não permitisse propriedade privada, não basta isso ocorrer para termos  comunismo.

Toda forma de governo que se baseia no autoritarismo, na violência, na força, não é democrático e nem comunista, pois o comunismo real passa pela democracia.  Do mesmo modo, embora o governo americano se denomine democrático, sabemos que são as empresas e corporações que mandam lá.

O pior de algum governo totalitário é que os loucos, sádicos, em pequenos poderes, abusam o tempo inteiro. Podemos observar isso em filmes sobre o nazismo, onde os pequenos loucos eram tão ruins quanto Hitler.

Por isso a luta principal deve ser para aperfeiçoar a democracia, garantir que leis e eleições sejam respeitadas, pois somente a paz – e o diálogo entre os diversos – pode garantir direitos humanos básicos e impedir que sádicos e loucos abusem do poder.

Também acredito que novos tempos estão chegando, e, que um dia, para sobrevivência da humanidade na Terra, seremos mais sociabilizados que hoje, já que o individualismo, o consumismo, tem destruído a Terra, nosso ar, água e demais meios de sobrevivência.

Podemos provar que já estamos evoluindo com projetos mais sociabilizados – do que décadas atrás – com projetos como o Smart Santa Cecília, que até é capitalista, mas quem mora nele compartilha carros, bicicletas, etc…

Ou as repúblicas jovens como a Fora do Eixo, onde os jovens compartilham tudo.

Também há um aumento crescente de comunidades de pessoas de classe média que viviam nos centros urbanos e agora vivem em áreas rurais, muitas vezes em adobe, de modo sustentável e coletivo.

Podemos também ver o aumento das cooperativas agrícolas familiares, com estas últimas além de este governo ter incentivado muito a agricultura familiar, garante a compra de produtos orgânicos para creches e escolas públicas.

Assim sendo, um mundo mais sociabilizado está se construindo e se continuar assim quem sabe um dia, daqui uns séculos, cheguemos num comunismo, que nunca tivemos, de modo natural, sem violência?

Mas falar que o governo atual é comunista é desconhecer muito tanto o que isso significa, como o fato de ainda não termos tido uma sociedade comunista na história humana, com exceção das comunidades tribais.

Camila Tenório Cunha, 22/08/2015

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

 Após cartazes vistos em 16/08, aulas de história urgente:     

Vamos pensar? Para quem interessaria hoje a volta da monarquia? Na monarquia tivemos nossa moeda tão desvalorizada que foi dividida em três! E tínhamos escravidão, que era a base produtiva de toda monarquia, quem seriam os escravos hoje?

Vamos pensar mais um pouco? ´Quem gostaria da volta do regime militar? O presidente melhor – porque fez a abertura política – dizia que preferia cheiro de cavalo a cheiro de povo. No ano de 1984 tivemos uma inflação de 224% e de 1985 de 255%!!!

No ano de 1993 a nossa inflação chegou a 1508%!! Mil quinhentos e  oito por cento!? Uma inflação fruto da política neoliberal, em que as elites estavam bem, com suas aplicações, mas a pobreza crescia, bem como a violência.

Muitos como eu, nem precisam ir para história, devem se lembrar como no neoliberalismo tínhamos várias tragédias sociais no Brasil.

Segundo a revista Veja, 29 de maio de 1991: “O governo estima  800  mil meninos e meninas saem às ruas todos os dias, para ajudar no sustento da família. Ainda que não tenham registro em carteira e seus ganhos sejam incertos,  a maioria faz um trabalho tão honesto como a de um senador da república.”  Lembrando de como era a corrupção daquela época, quase institucional e certa, parece uma ironia, não? Mas naquela época a revista citada quase sempre falava sobre a honestidade dos governistas.  

Agora, 2015, estamos entre os países citados pela UNICEF pelo combate à mortalidade infantil, ao trabalho infantil e à desigualdade social. Isso não foi à toa, houve uma política social como nunca na história deste país, desde o início do governo  Lula.

Muitos não se lembram, esqueceram, ou não tinham nascido, mas em 1992 havia 35 milhões de crianças pertencentes às famílias com renda per capita de até um salário mínimo, segundo a UNICEF. No país podíamos ver estas crianças pelas ruas, magras, subnutridas. Quantas vezes no centro de Campinas fui assaltada por estas crianças?

No ano de 1995 tínhamos  51,3% da renda no nosso país  concentrada nas mãos de 10% da população, aquelas crianças que assaltavam e pediam esmolas pelas ruas eram um reflexo mais simples de tanta concentração.

O programa bolsa família, funcionando, tirou 36 milhões de famílias da miséria.

Por dados assim – e outros – que não sinto saudade de nenhum governo neoliberal, militar ou monárquico no poder, em poucas linhas podemos traçar apenas um breve panorama de como estamos melhores com um governo democrático e popular.

Camila Tenório Cunha, 17/08/2015

Alguns dados tiveram como fonte de pesquisa histórica mais precisa: DOMINGUES, J.E.; FIUSA, L.P.L. “História, o Brasil em foco.” Editora FTD. 1996

 http://http://www.revistaforum.com.br/blog/2015/08/os-dez-cartazes-mais-inacred

………………………………………………………………………………………

Nova prisão do Dirceu:

                Lógico que é uma injustiça que apenas os políticos do PT sejam presos, se já provaram que outros partidos também receberam dinheiro… Vários políticos de outros partidos foram citados, mas só quando o Dirceu foi citado foi preso… Lógico que isso é injusto…

                       Todavia, sempre acharei que o PT errou. Quando era estudante vários estudantes colavam, nem por isso eu colei também. O que ele deveria ter feito para conseguir dinheiro?

                          Se o PT  não conseguisse dinheiro para campanhas maiores que investisse no legislativo, em campanhas menores,  para que houvesse reforma política e um dia pudesse chegar lá.

                       Verdade que demoraríamos mais para combater a mortalidade infantil, a desigualdade social, talvez estivesse desempregada porque o FHC seguia com sua política neoliberal e os CEFETS quase foram fechados…

                            Mas a direita não teria como atacar um belo projeto político e social como vem atacando.

                         Então, este texto não é sobre certezas, porém sobre dúvidas, pois se o PT não tivesse chegado e o PSDB continuasse roubando (ler Privataria Tucana) sem investir no social, provavelmente hoje teríamos um país super quebrado, afetado por todas as crises que afetaram o mundo nos últimos tempos… Contudo, ver apenas os políticos petistas serem presos incomoda muito.

                                 Além disso, como educadora, fica difícil ensinar para os alunos que a política faz parte da vida, que não existe apenas esta política partidária, de congresso, todavia que é importante participar de grêmios estudantis, conselhos municipais, movimentos sociais diversos, escrever e-mails e fiscalizar os políticos eleitos! Muitos alunos pensam que falar de política é falar de coisa “suja” e abrem mão de sua cidadania. 

                              Deste modo, só posso pensar que o PT deveria ter evitado algum caminho que o pudesse igualar, em qualquer sentido, com o que os partidos cretinos já vinham fazendo secularmente no Brasil: campanhas com dinheiro de empresários.

Camila Tenório Cunha 03/08/2015

P.S.: As mídias podres das elites, além de incitarem ódios, ficam mostrando a todo momento imagens do Lula com Dirceu… Não escondem seus objetivos de atacarem ao Lula, quem começou a revolução social sem armas, tirando o Brasil do mapa da fome…

………………………………………………………………………………………………………………….

 Compartilho um texto de Diogo Costa, amigo de facebook, que escreveu  lá e achei muito bom:

“O GLOBO REPÓRTER E O BOM SUJEITO –

O bom sujeito assiste o Globo Repórter sobre a Suécia e deita falação sobre o Brasil.
Sabe o sujeito que a Suécia é um dos países menos desiguais do mundo? Sabe que a diferença salarial entre um médico, um professor, um gari ou um engenheiro é mínima?
Sabe que lá os impostos sobre a renda, a herança e sobre o patrimônio são altíssimos? Sabe que lá a carga tributária é de 50 por cento do PIB enquanto aqui é de 35 por cento do PIB?
O sujeito (ou os sujeitos) ama a Suécia, a Noruega, a Finlândia e a Dinamarca, idolatra o modo de vida da Escandinávia mas, quando o papo é sobre o Brasil, aí tudo muda de figura.
Experimentem sugerir aos amantes da Suécia que se implante no Brasil um sistema tributário direto e progressivo sobre a renda, a herança e o patrimônio…
Experimentem sugerir aos amantes dos descendentes dos vikings que se aumente a carga tributária no Brasil para garantir a gratuidade da educação pública, da pré-escola até a graduação, como é na Suécia…
Experimentem dizer que a brutal desigualdade social ainda existente no Brasil deveria ser eliminada e em seu lugar deveríamos perseguir a quase igualdade social da Noruega…
Experimentem dizer para eles que os salários do gari e do doutor deveriam ter diferenças pequenas entre si…
Experimentem, experimentem!
A verdade é que estas pessoas, quando falam sobre o Brasil, são as primeiras a reclamar da ‘alta carga tributária’, da infernal legislação trabalhista, da pouca vergonha que foi incluir as domésticas na legislação trabalhista porque isto aumenta o ‘custo Brasil’, etc.
O que dizer do encantamento do sujeito quando viu que lá na Suécia a licença maternidade e paternidade é de 01 ano e 04 meses? O sujeito ficou maravilhado!
Agora, se alguém defender isto aqui na terra das palmeiras, o mesmo sujeito enlouquece dizendo que isto vai quebrar o país!
Defendem eles, na verdade, que o Brasil permaneça eternamente atrasado e desigual. Defendem a civilização desde que essa civilização aconteça lá fora, de preferência na Europa.
Se alguém propõe políticas públicas de aumento do salário mínimo, de combate às desigualdades sociais e regionais ou de aumento na tributação dos ricos, lá vai o nosso bom sujeito vociferar nas avenidas e nas redes sociais contra um tal de ”comuno-bolivarianismo” que se quer instalar em Pindorama.
É que tudo isso na Suécia é muito chique e elegante, mas no Brasil, ao contrário, é ‘comunismo’!
Arrematando, se dependêssemos dos bons sujeitos do Brasil, jamais chegaríamos a ser uma Suécia”.

Diogo Costa

(visto no facebook em dezembro de 2014)

——————————————————————————————-

Nota do dia 20/08/2014: após o dia de ontem, em que Pitbull-Bonner foi Podle -Bonner com o pastor, resolvi escrever indignada sobre a atitude – anti jornalística, anti-cidadã, anti-humanista – dele com a segunda melhor presidente que este país já teve (primeiro foi o Lula).

                  Uma presidente que nos fez – com sua política social – alcançar a meta de combate à mortalidade infantil anos antes da meta colocada pela ONU: 

                     Uma TV como a Globo apenas confundem as pessoas que não podem assistir à NBR ou TV Brasil, que só podem ler a Veja e não uma Revista Fórum, Carta Capital ou Caros Amigos, e, que não sabem a diferença entre resposnabilidades federais, estaduais ou municipais. Que não possuem a informação de que o governo Dilma foi o que mais investiu em saúde na história política brasileira, por exemplo: orçamento saúde até 2012

                   Assim como não conseguem saber que o governo federal envia dinheiro para saúde que muitas vezes é desviado no estadual, antes mesmo de chegar nos municípios: TJMG confirma que Aécio Neves é réu e será julgado por desvio de 4,3 Bilhões da Sáude.

                         E a PRESIDENTE Dilma não conseguiu falar sobre nada porque era interrompida, num exemplo de como NÃO  SE FAZER JORNALISMO!

                                       Nunca ficamos sabendo pelas Tvs ( de modo geral) nada sobre os escãndalos que envolvem o PSDB e são muitos, se formos contar desde a Privataria Tucana até os metrôs paulistas, sem contabilizar o processo corrente ainda de Aécio.

                                   Todavia, as Tvs das elites falam toda hora dos mensaleiros como culpados, e, por elas não ficamos sabendo algo assim: Barbosa teria criado processo sigiloso que desmontam o “mensalão”.   Nem ficamos sabendo ou podemos ver jornalistas explicando o “teatro” do mensalão petista, criado pela direita, acusando e pronto: 

                                    O que elas fazem é apenas criar ódios e mentiras que se tornaram visíveis nos dedos indicadores levantados, tanto de Pitbull-Bonner como de Raivosa-Poeta, para o rostos da maior autoridade de nosso país. A única autoridade feminina na história que lutou por 10% do nosso produto interno bruto – o PIB – para educação e conseguiu e a que mais investiu em educação no país, o gráfico abaixo representa um aumento de investimento ANTES disso: : oraçmento educaçao 2012

                                    Sendo que outros presidentes, na época do neoliberalismo (algo bem ruim até mesmo para as elites, mas as elites parecem não entender), fizeram bem ao contrário: lei psdb proiba expanão de federais.

                         Então, como professora de uma escola federal, que passei em concurso em 2008, não tem como entrar na onda de que PSDB é melhor, só que fico angustiada de ver o povo repetindo besteiras, outro dia em uma jornal um disse: “Não vou votar na Dilma porque ela gastou com Copa e não gasta como povo”. E o jornal, lógico, não informa que o gasto da Copa não saiu de cofres públicos, o BNDES financia empresas privadas que retornam – como a Copa já retornou – dinheiro aos cofres públicos. Além disso, foi a primeira vez na história do Brasil que a Copa trouxe dinheiro para o pequeno comerciante ao grande empresário. Não chega para o povo simples informações assim: gastos educação e conpa

                          Por estas e outras é que fico preocupada, pois informações assim não circulam pelas redes sociais, só mentiras, informações desencontradas e incitamento ao ódio. Incitamento ao ódio  que vimos uma gota através do  Pitbull-Bonner, e, que torna até perigoso apoiar o PT em tempos de atitudes de ódio, incitados pela direita e sua mídia.

Camila T Cunha 20/08/2014.

P.S.: Após escrever estas notas recebi um texto que vale  a pena para entender o que houve, como Dilma foi a que teve menos voz entre todos os entrevistados até agora http://www.blogdacidadania.com.br/2014/08/jn-entrevistadores-falaram-16-vezes-com-aecio-24-com-campos-e-38-com-dilma/

—————————————————————————————————————————————-

Este pequeno vídeo diz tudo sobre como a imprensa golpista até gostaria de causar uma crise, mesmo que o povo sofresse, para provar que seus aliados do PSDB estavam certos:

                 PIG e PSDB quase conseguem produzir uma crise aqui…quase…

——————————————————————–

 

                 Então a direita sempre fez assim: roubou sossegada, nunca dividiu o bolo, que dizem que cresceu com proporção das desigualdades sociais desde a ditadura militar. Depois usou os meios de comunicação para calar e falar apenas o que convinha, à elite, à direita. Deste modo, criaram um “mensalão” e seu escândalo, quando, na verdade, roubavam mais ainda.

                   Depois criaram a necessidade de um privatização, quando, na verdade, roubavam mais ainda.

                    Mas sempre usaram a imprensa para falar que a esquerda “também rouba”, que “político é todo igual”, além disso, criminalizar os movimentos sociais, como se o povo não tivesse direito sequer, à lutar por seus direitos!

                       Sorte que os tempos estão mudando e esta polícia federal tem funcionado para investigar os grandes ladrões, porque o ladrão que rouba maçãs sempre foi preso, mas historicamente em nosso país, os maiores estavam nas elites, em cargos públicos. Precisamos de governos democráticos e populares para que esta realidade viciada se transforme e a desigualdade social continue a diminuir.

………………………………………………………………

       Um silêncio ocorreu na mídia, que há puco tempo falava em vassouras para varrer a corrupção, num governo que – como nunca na história do país – nunca deixou de apurar nenhuma denúncia, “doa a quem doer”, disse o Lula. 

           Este silêncio veio logo após o lançamento do livro Privataria Tucana.

            Nada melhor do que as palavras do deputado Protógenes para entendermos a importãncia deste livro, que a imprensa golpista não fala:

                  

Coloco hoje, dia 11/09/ vídeo do Zé Dirceu no Roda Viva:

————————————–

Dia 24/06, dia de São João…

        A ETEC de Jacareí já saiu da greve, mas segundo professores amigos: muitas ainda estão em greve!

        Por que será que a mídia não divulga que o carro chefe de propagando do PSDB estava em greve? Por que será?

——————————————————————–

 Dia 23/06:

     Esta é a pior campanha da direita que vi na vida e o PPS, um partido que vem de uma história de esquerda, está sendo instrumento da direita e dos poderosos:

    1. Qual governo teve SÓ 60% deles mesmos no poder? FHC teve uns 80%, Collor praticamente 90%…

    2. Estes impostos sobre as coisas que eles mostram a Dilma retirando 40% dos remédios vieram há muito tempo e FHC governou praticamente graças à eles, são impostos que estão nos debates políticos da câmara e senado há anos.

      3. A inflação está somente 3% acima do previsto só que se continuar esta campanha os pequenos comerciantes dizem:”Ah, tem inflação e começam a subir sem parâmetro”. Então, a inflação se torna real. Será que não é isso que a direita gostaria?

             Fico preocupada que um governo que quer erradicar a miséria no país não dê certo para os mesmos grupos poderosos continuarem lucrando.

4.   Dúvida: por que o vice do PT em Campinas, nem estava sendo investigado pela PF mas foi preso e fizeram questão de dizer o partido e o prefeito de Taubaté ninguém, nenhuma mídia, diz o partido que ele é? Por que alguns corruptos presos nunca falam de seus partidos e se um “suspeito” é do PT falam? Não é para desconfiarmos??

 >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Na Caros Amigos deste mês tem várias denúncias sérias sobre o que Serra anda fazendo com a saúde pública no Estado de SP. Será que é isso que ele vai fazer com o resto do Brasil? Ele melhora e reforma com dinheiro público, depois terceiriza (e tem suspeitas de que os políticos PSDbistas ganham um dinheiro nessa, denúncia de uns deputados estaduais do PSOL e PSTU), depois as empresas diminuem médicos, enfermeiros, etc. Na Caros Amigos, inclusive, tem denúncias de enfermeiras, médicos, sobrecarregados com o novo sistema, sofrem assédio moral, por isso estão  com medo de se identificar. Quem já viviu sobre o PSDB sabe que eles são fascistas mesmo.

——————————————————————————————————————————————

Mais uma denúncia que posto por aqui, neste blog:

Reproduzimos a contundente denúncia de Laerte Braga, postada neste domingo pelo blog redecastorphoto

.
(DESAFIO QUALQUER TUCANO OU ALIADO A DESMENTIR OS FATOS ABAIXO. A VENDA DO BRASIL, PELAS COSTAS DO POVO BRASILEIRO – TUCANOS SÃO CORRUPTOS E TRAIDORES)

Neste momento que escrevo, domingo, 21h31m, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso está falando, em inglês, para 150 investidores estrangeiros no Hotel das Cataratas, em Foz do Iguaçu.
O evento é fechado, a fala de FHC está se dando em um jantar e o assunto é a privatização da PETROBRAS, de ITAIPU e do BANCO DO BRASIL, além de outras “oportunidades” de negócios no Brasil.
FHC está assumindo com os empresários o compromisso de venda dessas empresas em nome de José FHC Serra.
A idéia inicial dos organizadores de realizar o evento no Hotel Internacional foi afastada para evitar presença de jornalistas.
Cada um dos investidores recebeu uma pasta com dados sobre o Brasil, artigos de jornais nacionais e internacionais e descrição detalhada do que José FHC Serra vai vender se for eleito.
E, além disso, os investidores estão sendo concitados a contribuir para a campanha de José FHC Serra, além de instados a pressionar seus parceiros brasileiros e a mídia privada a aumentar o tom da campanha contra Dilma Roussef.
Segundo FHC disse a esses empresários logo após ser apresentado pelo organizador do evento, “se deixarmos passar a oportunidade agora jamais conseguiremos vender essas empresas”.
Para o ex-presidente é fundamental a participação desses grupos na reta final de campanha. A avaliação de FHC é que a campanha de Dilma sofreu um golpe com a introdução do tema religioso (o que foi deliberado pelos tucanos para desviar a atenção das pessoas dos reais objetivos do candidato José FHC Serra). É preciso, na concepção do ex-presidente arrematar o processo derrotando a candidata e impedindo-a de respirar nessa reta final.
O acordo com empresários internacionais em Foz do Iguaçu envolve a instalação de uma base militar norte-americana na região, desejo antigo dos governos dos Estados Unidos.
O corretor da venda do Brasil, FHC, com toda certeza, está acertando também a comissão (propina) a ser paga caso o negócio venha a se concretizar, ou seja, a eleição de José FHC Serra.
Para o ex-presidente também não há grandes problemas com a mídia privada “sob nosso controle”, mas é preciso evitar a divulgação de notícias mesmo que sejam pequenas ou de pequenos fatos e que possam prejudicar o projeto de venda do Brasil.
Esse tipo de evento, essa fala de FHC, é característica da fala de agente estrangeiro e mostra a desfaçatez tucana em relação ao Brasil e aos brasileiros.
No mesmo momento em que o corrupto e venal José FHC Serra debate com Dilma Roussef na REDE TEVÊ e fala sobre trololós petistas, FHC, seu mentor e principal corretor de vendas de empresas públicas brasileiras, negocia traiçoeiramente a entrega de patrimônio público a esses investidores.
É a opção que os brasileiros temos diante de nós.
Ou caímos de quatro e abrimos mão de nossa soberania ou resistimos e rejeitamos a quadrilha tucana.
Desafio qualquer tucano, qualquer DEM, qualquer pilantra tipo Roberto Freire, quem quer que seja, a desmentir esse fato: o evento em FOZ DO IGUAÇU e sua natureza, a venda do Brasil

(continuo desafiando tucanos traidores a desmentir o negócio que está sendo feito em FOZ DO IGUAÇU) 23:39h de 17 de outubro de 2010

Mais nomes de participantes do evento. As notícias chegam a conta-gotas, pois os traidores montaram um esquema de segurança para evitar que a venda do Brasil possa ser testemunhada por cidadãos decentes.
Aí vão:
Raphael Ekmann
Alice Handy
Keith Johnson
Anjum Hussain, CFA, CAIA

O organizador do evento é Raphael Eckmann – Investor Relations at Tarpon Investment Group São Paulo e região, Brasil

Experiência de Raphael Eckmann
Investor Relations
Tarpon Investment Group
(Setor Serviços financeiros)

O agente estrangeiro que organizou o evento em Foz do Iguaçu, Hotel das Cataratas, onde FHC está acertando a venda da PETROBRAS, de ITAIPU e do BANCO DO BRASIL é RAFHAEL EKCMANN, que no momento ocupa o cargo de COMMERCIAL MANAGER da GLOBOSAT (serviços financeiros).
A GLOBO está no meio, é sócia do grupo MURDOCH na GLOBOSAT.
E, enquanto isso, José FHC Serra vai mentindo e distraindo o povo brasileiro. FHC comete a traição pelas costas e seu pupilo mente na REDE TEVÊ. O ex-presidente continua falando aos investidores no jantar no Hotel das Cataratas.
É um fato grave, um ato de traição.
A propósito, não custa lembrar que, em 2002, o então presidente FHC mandou o BNDES dar à GLOBO 250 milhões de dólares, numa assembléia de aumento de capital da GLOBOSAT, além de encaminhar ao Congresso a proposta de participação de capital estrangeiro em empresas de rádio e televisão, como parte do acordo para que a rede apoiasse José FHC Serra.
Estão de volta os bandidos. Tentando tomar o Brasil a qualquer custo.

————————————————————————————————————————————–

 

   Propostas de Serra para a educação  estão longe da realidade, por isso tantos jovens analfabetos funcionais em SP, colo embaixo a reportagem:

      

Promessa de dois professores tem falhas
Para educadores, proposta de José Serra não é 100% eficaz na alfabetização e é de difícil implantação nacional
Candidato do PSDB diz que haverá incentivo financeiro a prefeitos e governadores que adotarem o programa
Folha de São Paulo, domingo, 24 de outubro de 2010
RICARDO WESTIN
DE SÃO PAULO

ANGELA PINHO
DE BRASÍLIA
José Serra (PSDB) diz que, se eleito presidente, colocará dois professores em todas as turmas de 1º ano (antiga pré-escola) das escolas públicas.
A ideia é que, enquanto o primeiro professor dá a aula, o segundo percorra a sala ajudando individualmente os alunos com mais dificuldade. Serra argumenta que assim se assegura a plena alfabetização das crianças.
No entanto, especialistas em educação veem dois problemas na promessa tucana.
Primeiro, é difícil implantar o segundo professor em todo o país. Depois, o programa por si só não é garantia de que os alunos aprenderão de fato a ler e escrever.
A implantação nas cerca de 110 mil turmas de 1º ano é pouco provável porque a grande maioria das escolas públicas de nível fundamental pertence às prefeituras. O presidente não pode obrigar os prefeitos a contratar um segundo professor.
“Cada município tem autonomia”, explica Carlos Roberto Jamil Cury, ex-presidente do Conselho Nacional de Educação.
O segundo professor já está nas escolas estaduais de São Paulo e nas municipais da capital paulista, mas por decisão do governo e da prefeitura -quando Serra foi respectivamente governador (2007) e prefeito (2006).
A campanha do PSDB diz que Serra oferecerá incentivos financeiros para que as prefeituras e os Estados adotem o programa federal.
Verbas, entretanto, não garantem a adesão automática. Na saúde, por exemplo, apesar de o governo federal custear a implantação de UPAs (prontos-socorros), prefeitos e governadores rejeitam a verba -não querem programa com a marca do partido rival.

ESTAGIÁRIO
O segundo professor é, na realidade, um estudante de letras ou pedagogia -um estagiário. Em São Paulo, ele recebe uma bolsa mensal de R$ 500 e, em alguns casos, auxílio-transporte de R$ 100.
O alcance nacional prometido por Serra também é limitado pelo fato de não haver faculdade de letras ou pedagogia em todas as cidades.
Em Santa Catarina, para que cada turma do 1º ano tenha estagiário, cerca de 50% dos universitários terão que ser recrutados. No país, são necessários 15% dos alunos.
Em termos pedagógicos, a crítica é que a simples presença do estagiário não assegura a alfabetização. O aluno de letras, ao contrário do de pedagogia, geralmente não vê na faculdade lições de alfabetização, aponta a professora Stella Bertoni, da UnB.

“CIUMEIRA”
Além disso, há a possibilidade de não haver um bom relacionamento entre professor e estagiário. O professor pode sentir sua autoridade ameaçada, e o estagiário po de querer impor as técnicas de ensino da faculdade.
“Vai haver ciumeira, atrito”, diz Onaide Schwartz, professora da Unesp.
Por fim, corre-se o risco de, em ausências do professor, o estagiário ser escalado para assumir a turma. “Ele não pode se responsabilizar por uma sala. Ainda é estudante”, afirma Maria Regina Maluf, da PUC-SP e da USP.
Bertoni e Maluf dizem que, apesar de insuficiente, a presença do estagiário pode ter bons resultados.
Para educadores, proposta ideal seria diminuição de alunos por sala
DE SÃO PAULO
DE BRASÍLIA
Para educadores, a melhor promessa que um candidato à Presidência pode fazer pela alfabetização é reduzir o número de crianças por sala.
No Brasil, cada sala do ensino fundamental tem 27 alunos em média -algumas chegam a 40. Na Europa, 20.
“Não gosto dos dois professores. Você dá um dinheirinho para o universitário e ele faz o estágio na escola. É uma coisa barata”, afirma Maria Regina Maluf, professora da PUC-SP e da USP.
“É mais barato que medidas primordiais como dividir as salas lotadas e formar e contratar mais professores”.
João Batista Oliveira, presidente do Instituto Alfa e Beto, concorda: turmas reduzidas vão melhor porque o docente trabal ha dificuldades do aluno individualmente.
Onaide Schwartz, da Unesp, diz que os dois professores impressionam a população em geral. “Mas eu, que trabalho com alfabetização há 25 anos, acho uma promessa ridícula, absurda.”
Segundo ela, a alfabetização precisa de salas com 25 alunos no máximo, professores bem formados -há docentes que nem sequer acabaram o ensino médio- e material didático adequado. “Do contrário, alunos seguirão chegando analfabetos ao fim do ensino fundamental.”
Segundo levantamento do Instituto Paulo Montenegro, 24% dos adultos que estudaram entre a 5ª e a 8ª série são analfabetos funcionais (não entendem aquilo que leem).

——————————————————————————

Neste site um pouco mais de incoerência do Santo Serra:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2010/10/478755.shtml

       Um senhor muito fofo, eu me lembrei do meu avô paterno que votava no Lula:

       http://www.youtube.com/watch?v=xultmCFXas0

 

    

……………………………………..

Projeto Pensar a Educação Pensar o Brasil – 1822/2022
Eleições 2010 – Manifesto

A Equipe do Projeto Pensar a Educação Pensar o Brasil – 1822/2022 tendo em vista a realização do 2º. turno das eleições presidenciais no Brasil, sente-se no dever de tomar uma posição em relação aos projetos político-sociais em confronto neste momento e apoiar a eleição da candidata Dilma Rousseff para Presidente da República.

Esta nossa decisão, amadurecida nas discussões internas do Projeto, baseia-se no fato de sabermos que mais do que duas candidaturas, estão em confronto pelo menos dois projetos político-culturais diferentes para o Brasil. Acreditamos que a candidatura de Dilma Rousseff representa a continuidade de um projeto que, depois de mais de cinco(05) séculos, vem possibilitando, efetivamente, a inclusão sócio-econômica de milhões de brasileiros e brasileiras.

A Equipe do Projeto bem sabe que várias das ações e das políticas do governo liderado por Lula da Silva, cuja continuidade Dilma Rousseff representa, são passíveis de críticas as mais diversas. Em várias de nossas ações, sobretudo nos Seminários Anuais e no Programa Rádio que mantemos, nós as fazemos publicamente.

No entanto, estas críticas não nos impedem de perceber os enormes avanços deste governo em direção a políticas sociais de efetiva inclusão dos setores populares e nem nos impedem de vislumbrar que uma eventual vitória de José Serra significaria um retrocesso nestas políticas, a exemplo do que foi o governo de Fernando Henrique Cardoso.

Por isso, no que se refere especificamente à nossa área de atuação, a educação, é com tranqüilidade que assumimos como nossas as palavras dos Reitores das Universidades Federais em recente Manifesto de à Nação Brasileira, quando eles afirmam que:

“Da pré-escola ao pós-doutoramento – ciclo completo educacional e acadêmico de formação das pessoas na busca pelo crescimento pessoal e profissional – consideramos que o Brasil encontrou o rumo nos últimos anos, graças a políticas, aumento orçamentário, ações e programas implementados pelo Governo Lula com a participação decisiva e direta de seus ministros, os quais reconhecemos, destacando o nome do Ministro Fernando Haddad.

Aliás, de forma mais ampla, assistimos a um crescimento muito significativo do País em vários domínios: ocorreu a redução marcante da miséria e da pobreza; promoveu-se a inclusão social de milhões de brasileiros, com a geração de empregos e renda; cresceu a autoestima da população, a confiança e a credibilidade internacional, num cl aro reconhecimento de que este é um País sério, solidário, de paz e de povo trabalhador. Caminhamos a passos largos para alcançar patamares mais elevados no cenário global, como uma Nação livre e soberana que não se submete aos ditames e aos interesses de países ou organizações estrangeiras.

Este período do Governo Lula ficará registrado na história como aquele em que mais se investiu em educação pública: foram criadas e consolidadas 14 novas universidades federais; institui-se a Universidade Aberta do Brasil; foram construídos mais de 100 campi universitários pelo interior do País; e ocorreu a criação e a ampliação, sem precedentes históricos, de Escolas Técnicas e Institutos Federais. Através do PROUNI, possibilitou-se o acesso ao ensino superior a mais de 700.000 jovens. Com a implantação do REUNI, estamos recuperando nossas Universidades Federais, de norte a sul e de leste a oeste. No geral, estamos dobrando de tamanho nossas In stituições e criando milhares de novos cursos, com investimentos crescentes em infraestrutura e contratação, por concurso público, de profissionais qualificados. Essas políticas devem continuar para consolidar os programas atuais e, inclusive, serem ampliadas no plano Federal, exigindo-se que os Estados e Municípios também cumpram com as suas responsabilidades sociais e constitucionais, colocando a educação como uma prioridade central de seus governos.
Por tudo isso e na dimensão de nossas responsabilidades enquanto educadores, dirigentes universitários e cidadãos que desejam ver o País continuar avançando sem retrocessos, dirigimo-nos à sociedade brasileira para afirmar, com convicção, que estamos no rumo certo e que devemos continuar lutando e exigindo dos próximos governantes a continuidade das políticas e investimentos na educação em todos os níveis, assim como na ciência, na tecnologia e na inovação, de que o Brasil tanto precisa para se inserir, de uma forma ainda mais decisiva, neste mundo contemporâneo em constantes transformações.
Finalizamos este manifesto prestando o nosso reconhecimento e a nossa gratidão ao Presidente Lula por tudo que fez pelo País, em especial, no que se refere às políticas para educação, ciência e tecnologia. Ele também foi incansável em afirmar, sempre, que recurso aplicado em educação não é gasto, mas sim investimento no futuro do País. Foi exemplo, ainda, ao receber em reunião anual, durante os seus 8 anos de mandato, os Reitores das Universidades Federais para debater políticas e ações para o setor, encaminhando soluções concretas, inclusive, relativas à Autonomia Universitária.” (EDUCAÇÃO – O BRASIL NO RUMO CERTO – Manifesto de Reitores das Universidades Federais à Nação Brasileira – out./2010.)

Por todos estes motivos e pelo fato de nosso projeto ter, no centro de suas preocupações, a busca de articulação dos projetos educacionais com os projetos de nação para o Brasil, não poderíamos nos omitir neste momento. Para nós, um dos poucos projetos de efetivo desenvolvimento social, econômico, cultura e educacional colocados em prática no Brasil corre o risco de se ver derrotado justamente por aqueles grupos que, ao longo de nossa história, mobilizando os argumentos mais falaciosos, tudo fizeram para aqui construir uma sociedade injusta, antidemocrática e desigual.

Contra isto nos mobilizamos; a favor da eleição de Dilma Rousseff nos MANIFESTAMOS

Belo Horizonte, outubro de 2010.

Prof. Luciano Mendes de Faria Filho
Faculdade de Educação – UFMG

Prof. Tarcísio Mauro Vago
Escola de Educação Física da UFMG

Coordenadores, em nome de toda a Equipe do Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil.

(Pode ser reencaminhado)

www.fae.ufmg.br/pensareducacao

Você sabia???

Em 1986, Serra foi eleito deputado constituinte, e teve um dos piores desempenhos, segundo o DIAP — “Quem foi quem na Constituinte”; pág. 621.:

a) votou contra a redução da jornada de trabalho para 40 horas;
b) votou contra garantias ao trabalhador de estabilidade no emprego;
c) votou contra a implantação de Comissão de Fábrica nas indústrias;
d) votou contra o monopólio nacional da distribuição do petróleo;
e) negou seu voto pelo direito de greve;
f) negou seu voto pelo abono de férias de 1/3 do salário;
g) negou seu voto pelo aviso pró prévio porcional;
h) negou seu voto pela estabilidade do dirigente sindical;
i) negou seu voto para garantir 30 dias de aviso prévio;
j) negou seu voto pela garantia do salário mínimo real;

 

 http://vimeo.com/15096614

 

 …Cada “absurdo” que chega para mim sobre a Dilma… Outro dia ouvi alunos conversando e dizendo “que ela é assassina”. Lógico que ela foi presa quando era estudante de economia da UFMG, ficou na prisão sofrendo torturas sem provas de crime nenhum por uns 4 anos, mas daí dizer que ela é assassina vai uma distância longa. Uma pessoa que lutou tanto por justiça social…

           Ainda ontem estava assistindo ao pequeno documentário Ilha das Flores e vi aquelas crianças, em 1989, comendo lixo que os porcos não quiseram na Ilha das Flores, em Porto Alegre. Depois da Dilma assessorando lá no RS numa época e em Brasília como ministra, tivemos várias frentes para que esta forma de exclusão cruel  – “naturalmente” promovida porque qualquer capiatalismo — não aconteça mais, por isso o Bolsa Família e o Fome Zero.

                 Retirar famílias da fome parece  ser algum tipo de assassina? Ah…Só se ela “matou a fome” de 24 milhões de brasileiros, além de transformar o Brasil num país classe média….

                 Agora, não entendo por que o PT não divulga que o Serra prometeu que ficaria na prefeitura de SP e em alguns meses saiu? Pior, saiu para deixar o lugar para o nazi-fascista neoliberal Kassab, com toda sua política de proibir isso, proibir aquilo e SP afundando em enchentes e queimando em fogo e drogas. Aquele que uma vez bateu num idoso que esperava atendimento há dias num posto de saúde municipal? Este mesmo que foi  o candidato deixado pelo Serra na prefeitura: um maluco que bate em idosos. Por que o PT não divulga aquela obra rodoviária (Serra-Kassab) que foi feita para fins eleitorais, inaugurada sem faixas e que já causou tantos acidentes? Por que o PT não divulga que em SP temos crianças que não sabem escrever o próprio nome no primeiro ano de Ensino Médio, frutos doloridos destes 16 anos de PDSB no poder?

                         Gostava muito da Marina, só que achei tão incoerente ela sair do PT porque este, numa crise do senado, apoiava o Sarney (ela disse que foi isso) e ir para outro que o filho do Sarney era presidente.

                           Acho que o PT estará sempre aberto para idealistas de verdade, por isso o atual ministro do meio ambiente é o PV, por isso não entendo os partidos de esquerda que fazem o jogo da direita e “malham” o PT, com tantos absurdos que a direita continua aprontando, tantas injustiças.

                        Esquerda brasileira, é hora de se unir senão teremos um governo fascista, já vivi 12 anos  como professora numa prefeitura do PSDB e sei que são nazistas, nada de diálogo, nada democracia. E são estes que andam divulgando que o PT não é democrático, sabem na pele o que significa viver com pessoas não democrátricas e não solidárias?

                  ……………………………………………………………………………….

Leiam artigo do Leonardo Boff: http://www.participabr.com.br/noticias/entry/a-midia-comercial-em-guerra-contra-lula-e-dilma/

                   26/09/2010

                          

                         

                        

                       

            

 

 

 

O caminho cada vez mais anti democrático da justiça eleitoral:

       Não sou política, nem candidata, sou uma simples eleitora que acredita na democracia e no diálogo para construção de uma sociedade mais justa e melhor.  Por isso admiro o Lula: mesmo depois de uma certa revista publicar uma imagem dele com o carimbo de um chute nas nádegas, mesmo assim, ele ignorou, estas e outras coisas absurdas ele ignorou para não desrespeitar a liberdade de imprensa. Ele é democrático, acredita na democracia e nunca faria nada contrário a este princípio.

         Isso porque nosso atual presidente conhece a história e sabe que regimes nazi-fascistas nunca conseguiram nada, uma hora chega seu fim e nada fica edificado, nada se constrói neles a não ser dor e tristeza.

         Todavia, exatamente por ser uma simples eleitora posso falar que nossa justiça eleitoral caminha cada vez mais para a anti democracia, em vez de ser um órgão da justiça real, tem sido um órgão que pensa em como despolitizar cada vez mais a população.

       Nós, pessoas comuns, não costumamos discutir política no cotidiano, gostamos mais de discutir futebol, contudo, quando chega o período eleitoral costumamos rever os governos, compará-los e isso é muito saudável para o caminho de uma sociedade justa e democrática.

      Antes a boca de urna costumava ser um instrumento de diálogo fora da mídia e da grande imprensa, era na boca de urna que desmascarávamos o que a minoria dominante construía através da mídia, onde mostrávamos a realidade e muitos ficavam surpresos aos saber que por pouco não votariam em pessoas   corruptas ou que defendiam seus próprios interesses e de seus pequenos grupos, em vez da maioria. Mostrávamos o passado real destes políticos de direita e evitávamos que candidatos fabricados, “coloridos” fossem eleitos.

      Tivemos muitas vitórias populares com a luta da boca de urna de  milhares de companheiros que saiam às ruas nas eleições para conversar com a população, pessoas que apenas acreditavam neste diálogo e na importância de governos que pensassem na maioria da população. Pessoas que nem recebiam nada por isso, apenas bem estar em fazer o que acreditava.

       Então, deixaram a boca de urna há cem metros, contudo, isso ainda trouxe vitória dos candidatos populares. Por isso, em outra eleição, transformaram a boca de urna em algo totalmente proibido, fora da lei. Por que? Ela era apenas um diálogo democrático!! Um diálogo que acontecia raramente neste país a cada quatro anos!

      Mesmo assim, tivemos um governo democrático e popular, que conseguiu o que nenhum outro na história do país conseguiu. Que investiu em educação e saúde como nenhum outro, em alguns lugares nem compensa mais pagar convênio médico, aqui em São João preferimos o SUS.

    As leis eleitorais de novo se transformam: agora o governo federal não pode usar a logomarca em eventos federais. Meu colega de Minas disse que na semana de educação, ciência e tecnologia será proibido colocar a logomarca: Brasil, um país de todos. Temos que obedecer, leis são leis.

    Contudo, acho que cada vez mais a justiça eleitoral caminha no sentido anti democrático e neste caso nem dá para entender, afinal, é um evento federal numa escola federal! Aliás, nem acho que isso represente “perigo” das pessoas associarem com o governo federal, aqui em São João várias pessoas já me perguntaram assim: “Você trabalha no Instituto Federal, ele é do governo do estado?”. Estamos vivendo um tempo em que as pessoas nem sabem mais distinguir o que é municipal, estadual ou federal! Um tempo perigosamente cada vez mais “despolitizado” e alienado no sentido de Chauí.

      Espero que a justiça eleitoral se renove e repense suas leis antes que nosso país crie juventudes como aquelas do tempo de Hitler, com corpos saudáveis e obedientes, mas nada críticos e sensíveis. Exaltação de corpos fortes e insensíveis pode vir a criar  monstros que esquartejam namoradas e quem vier pela frente! Não é apenas um perigo político a alienação e a educação para o consumo egoísta: é um perigo humanitário!

      Camila Tenório Cunha

     09/07/2010

……………………………………………………………

 Hoje recebi um e-mail da Ana Consuelo, minha amiga de SJC, achei bem justo o que li e estou assombrada como a grande imprensa brasileira até agora ignorou isso:

            http://www.lemonde.fr/opinions/article/2009/12/24/lula-l-homme-de-l-annee-2009-par-eric-fottorino_1284552_3232.html

                 25/12/2009

—————————————————–

  Qual foi o preseidente desta república que mais fez pelos excluídos? Por isso os catadores de papéis, agentes ambientais, o carregaram no colo, além da leis que os ajudam como trabalhadores, eles reconheceram o melhor presidente da história deste país.   

           Salve Lula!

          Feliz natal, Brasil. Acorda SP!

          24/12/2009

            

         …………………………………………………………………………………

              Este Kassab pensa que as pessoas são burras? Disse que o problema com as inundações em SP é culpa das gestões anteriores…  Mas ele não está no segundo mandato? Ai, São Paulo, acorda antes que seja tarde…

                DEM e PSDB sabe roubar! Custaram para descobrir aquele governor de Brasília dos Democratas e seus comparsas… Sabem mentir também, acorda, SP, porque PSDB já acabou com a educação de SP, colocou a segurança pública em caos e sucateou a saúde. Não queremos isso para o Brasil, queremos? Só não fizeram pior porque havia verba do governo federal como nunca para estas áreas…

 Dias de chuva em SP, dezembro de 2009.

  ……………………………………………………………………………………….

       Hoje foi aprovado o aumento do salário mínimo e o orçamento de 2010, a oposição diz que este aumento foi “eleitoreiro”. Uma pergunta: será que as pessoas acreditarão na oposição? Será que as pessoas se esqueceram que este aumento ocorreu todos os anos do governo Lula? Será que se esqueceram que o orçamento sempre foi taxado de “alto” e absurdo pela oposição, mas que foi este orçamento alto, as obras do PAC, etc, que seguraram o Brasil na crise??

12/2009

………………………………………………..

Razões que me fazem clamar pela continuação do governo do PT:

 

        Razão principal por ansiar que o governo do PT continue depois do Lula: finalmente trabalhadores no poder deste país cuja história encontra ditadores, oligarquias, aristocratas e militares que sempre enviaram nosso ouro, nosso açúcar, nosso café, “cacau e suor”, para as elites estrangeiras.

       Outras razões: primeiramente isto de investir aqui, no nosso povo, em vez de investir fora, como as elites históricas no poder deste país sempre fizeram, foi nossa tábua de salvação na hora da crise mundial.

        Durante somente os oitos anos do governo do PSDB, que representava mais uma vez as elites internas no poder, a economia interna esteve parada e junto um desemprego crescente, que em vez de diminuir, com os problemas consequentes, subia. Durante oito anos de governo Lula houve a inclusão de novos consumidores e o surgimento grande de investidores.

          No governo do PSDB 2 milhões de pessoas saíram da linha da pobreza, pouco – quase nada – perto dos 31 milhões de pessoas que saíram da linha da pobreza durante o governo Lula, até 2008.

           No governo do PSDB tivemos 700 mil empregos em 8 anos, no governo do PT houve 11 milhões de empregos com carteira assinada até 2008 e a crise aqui foi mesmo “apenas uma marolinha”, isso porque nossa economia interna finalmente estava fortalecida, o desemprego no governo do PSDB foi de 12,2% e no governo Lula de 7,4%. Diferenças que na vida de várias famílias significaram muito mais do que números.

          A polícia federal nunca trabalhou tanto como nestes oito anos de governo Lula e as elites acostumadas a roubar, cedo ou tarde foram desmascaradas, por último este ano o governador dos Democratas e seus comparsas. Deste modo, em vez de 80 prisões por corrupção (número de oito anos de PSDB)  tivemos 2750, todas muito bem comprovadas.

           O campo não foi tão perfeito, mas além do investimento em agricultura familiar significativa, como nunca na história, pequenas conquistas na qualidade  de vida, como a eletricidade rural para 7 milhões e duzentas mil famílias, enquanto no governos do PSDB foram apenas duas mil e setecentas famílias.

             Quando sete milhões de pessoas recebem energia elétrica, isso muda a vida de outras tantas, já que estas deverão melhorar a produção, consumir, gerar novos empregos… Além disso, com a redução do IPI várias famílias puderam consumir eletrodomésticos e assim, mesmo na crise, a indústria nacional não parou.

            A nossa Petrobrás quase foi privatizada no governo PSDB, no governo do PT ela foi fortalecida.

           Várias pessoas puderam estudar, receber diploma universitário, enquanto no governo do PSDB o crédito educativo só endividava famílias, antes que o estudante pudesse ter seu primeiro emprego. Sem falar que tivemos o programa primeiro emprego, onde recursos federais foram repassados para garantir uma chance de experiência sem ser explorado. A educação nunca na história deste país foi tão cuidada, com tantos investimentos em livros didáticos e literários que foram enviados às prefeituras e escolas, além de cursos para professores para que a qualidade da educação crescesse. Luta do governo federal por um salário melhor para todos os professores, para garantir deste modo que estes dessem menos aulas, e, portanto a qualidade destas melhorassem.

          Por estes e outros sérios motivos que clamo para que o governo do PT continue!

 

Camila Tenório Cunha

………………………………………………………………………………………………………….

        Hoje um ruralista investiu sua meledicência contra Dilma. Que bom! Estamos do lado e no caminho certo, porque ele tem uma história de luta pelos interesses da elite agrária do país. Se ele está contra nós, estamos certos. Continuamos no caminho da maioria, da reforma agrária e do que realmente poderá promover justiça social neste país.

                Sinto pela decisão da saída de Marina do PT.

19/08/2009

———————————————————————————————-

             18/08/2009

            Novamente tanto escândalo para tentar desmoralizar um governo popular. Um governo que  realmente combate o desemprego, mês a mês. Um governo que realmente combate a fome, dando não apenas os peixes, mas há alguns anos as redes também.

                   Espero que a população desconfie das pessoas que tentam desmoralizar figuras como a da Dilma, que lutou na ditadura pela democracia e que luta no governo para continuar gerando emprego, renda e lutando por justiça social.

 ———————————————————————————————

            A “democracia” em SP, semana 10/08/2009:

          Fico horrizada com a capacidade que a elite brasileira tem de manipular as opiniões através da grande mídia e parece que isso está pior em SP.

              Digo isso porque ouvi uma piada muito má sobre nosso presidente, comparando o mesmo com o nadador, talvez seja a milésima piada em menos de um mês… Todas más e fruto de uma visão embaçada sobre a realidade.

          A realidade é que em 2003 o Brasil tinha uns 40 milhões de miseráveis, excluídos totalmente do sistema, hoje o Brasil tem ainda 14 milhões,  diminuiu como nunca aconteceria se a política neoliberal do FHC continuasse e se não houvesse um crescimento real do FOME Zero.

           O desemprego continuava numa diminuição mínima por ano na época do FHC, porém, só no mês de maio de 2009 foram 131 mil carteiras assinadas! Isso ocorreu porque houve vontade política do nosso atual governo.

            Outra coisa que me assombra é a capacidade que a elite paulista, controladora dos meios de comunicação daquele estado, tem de ser tão parciais e dissimuladas!

          Vi uma reportagem que falavam do esgoto e do lixo nas favelas paulistanas, o ministério público estava processando a prefeitura de SP (Kassab) e o estado ( Serra) porque foi verba para este problema só que ele continuava pior. Na reportagem do canal popular que minha mãe via em nenhum momento se falou contra o estado ou a prefeitura. Assim que denunciaram o problema e o que o MP fazia, disseram que no Brasil temos tantas pessoas ainda sem esgoto, que o país isso e aquilo… Como se problema fosse apenas do governo Federal e não das prefeituras e Estado que receberam estas verbas, porém não aplicaram onde deveriam!  Aliás, as verbas e obras de esgoto e saneamento fazem parte do PAC!

                Além disso, a democracia que deixa esta elite fazer piadinhas públicas sobre o presidente sem  punição, não é a mesma quando se trata das classes populares e seus movimentos. Os professores  universitários (USP e UNICAMP) apanharam do Serra este ano e os sem terra não conseguiram chegar nem perto do palácio do governo no último protesto, guardas impediram que o protesto seguisse, entretanto em Brasília chegaram em frente ao poder.

                 O Kassab também chegou a agredir os manifestantes dos ônibus fretados. Como alguém acha tão certo ser autoritário deste jeito e ainda colocar uma medida que só vai piorar o trânsito e o meio ambiente, além das vidas das pessoas que passaram a pegar duas ou mais conduções? Todos nós sabemos que em países desenvolvidos o transporte coletivo tem prioridade. Como o prefeito pensou em tirá-los para melhorar o trânsito sem sequer aumentar a frota de ônibus e trens municipais??

             Pior que isso: achar que as pessoas precisam aceitar estas medidas sem protestos e SE houver protestos devem  apanhar? Que algo tão de Hilter, ele acharia bem natural atitudes como estas que Kassab ou Serra gostam de tomar!

              Quando vejo como a elite paulistana anda assim, tão autoritária, fico feliz de estar aqui em Minas, onde ainda podemos discutir, protestar… A prefeitura de BH fez uma conferência municipal estes dias  e até discutiram algumas idéias e sugestões para melhoria de BH semelhantes às idéias lá de SP, como retirar o excesso de placas para diminuir a poluição visual. A diferença: a idéia surgiu de uma discussão com representantes da população. Houve democracia!!

                Verdade que aqui ainda tem muita coisa para melhorar, podia haver algumas coisas que já tem em SP, como Poupa-tempo etc… Fui fazer um exame e precisei, toda dolorida como estava,  levar o material eu mesma para o laboratório. Lá existe um serviço que realmente já “poupa nosso tempo” em vários setores.

                Todavia, como aqui tem democracia, acredito que logo este “progresso” chegue aqui.  Aliás, vendo o povo de SP apanhar tanto entre final de ano passado e este (professores do Estado, professores universitários, sem terra, pessoas que necessitavam dos fretados, etc…), estou bem feliz por estar em uma democracia!

          Salve a terra do Frei Betto, Betinho, Henfil, e tantos outros amantes da democracia, entre eles: José Alencar.

               Camila Tenório Cunha

P.S.: Aqueles “estudantes” que protestaram  no senado – um direito, é verdade –  estavam com roupas de grifes, cabelos bem tratados, até cachorros de raça, tão diferentes dos estudantes que protestavam por alguma coisa na minha época. Pareciam até saídos de alguma coluna social…

2 Respostas para “Notas sobre política.

  1. Ana

    Um jornal de grande notoriedade aqui em São José pode ser um micro exemplo para entendermos o que acontece na grande mídia. Tendo como cliente o prefeito, que é do PSDB, não nos surpreende que as notícias veiculadas possam tender à defesa do seu governo…

    • profacamilatc

      É o que ocorre, Ana… Fico boba de nunca falarem os partidos dos corruptos presos pela PF… Só que quando um “suspeito” é do PT, falam, fulano do PT, beltrano do PT, mas não vi em nenhum jornal o partido do prefeito de Taubaté! Nenhum! É tão descarada esta campanha da direita contra o PT!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s